• Flora Júnior

Os Benefícios dos Fertilizantes Orgânicos

Fertilizantes ou adubos são substâncias que fornecem nutrientes para as plantas, eles podem ser minerais, orgânicos, naturais ou sintéticos. Neste artigo iremos falar algumas vantagens dos adubos orgânicos.


Os fertilizantes orgânicos, são produtos obtidos de matérias-primas vegetais ou animais, de origem industrial, urbana ou rural. Podem ser produzidos de forma natural ou controlada por meio de reações físicas, químicas, físico-químicas ou bioquímicas. Deve-se ter atenção, pois não podem ser provenientes de resíduos contaminados por metais pesados e componentes químicos tóxicos.


Os adubos orgânicos se diferenciam dos fertilizantes industriais pela sua ação positiva sobre o ambiente, plantas e o solo, para este último, trazem benefícios de ordem física, química e biológica que vamos apresentar abaixo.


Benefícios físicos para o solo


  • A matéria orgânica, que compõe este tipo de adubo, melhora a estrutura do solo levando a sua maior aeração, principalmente em solos compactados, assim permite o melhor desenvolvimento de raízes;

  • Aumenta a capacidade de retenção de água, logo as plantas ficam mais resistentes nos períodos mais quentes, principalmente em locais com solos arenosos;

  • A cobertura do solo com material orgânico fornece maior proteção do solo contra o impacto de gotas de chuva e a ação direta dos ventos, logo, reduz o transporte de partículas causadas pela erosão hídrica e eólica. A alta capacidade de retenção de água e agregação do solo também auxiliam no combate da erosividade da água na terra;

  • Os agregados do solo se tornam mais estáveis pela produção de mucilagens (substâncias gelatinosas que formam uma solução viscosa em contato com a água) pelos fungos e raízes das plantas;

  • A presença de cobertura morta sobre o solo estabiliza a temperatura do solo e a matéria orgânica é má condutora de calor, assim o solo fica propício para que os micro-organismos cresçam e se mantenham nele;

  • Também reduz a incidência de luz no solo, o que inibe o crescimento de ervas daninhas;

  • A matéria orgânica reduz os aspectos prejudiciais da plasticidade e pegajosidade dos solos argilosos quando molhados;


Benefícios químicos para o solo


  • A matéria orgânica aumenta a capacidade troca catiônica (CTC), pois possuem uma área superficial maior que as argilas. A CTC alta leva a maior retenção de nutrientes no solo e diminui sua lixiviação. No caso dos solos brasileiros, isso é especialmente importante, pois costumam apresentar baixa CTC;

  • Aumenta o poder tampão do solo, reduzindo a necessidade de neutralização de acidez;

  • Reduz o alumínio em solução na água do solo;

  • Incrementa a disponibilidade de nitrogênio, fósforo e enxofre por mineralização;

  • Reduz a fixação do fósforo por meio da formação de complexos imóveis com o ferro e alumínio, o que aumenta a disponibilidade deste nutriente;

  • Diminui a precipitação de cobre, ferro, zinco e manganês, micronutrientes essenciais às plantas, através da formação de quelatos. Isto leva a liberação gradativa de micronutrientes levando a maior absorção pelas plantas.


Benefício biológico para o solo


  • Os resíduos orgânicos beneficiam a proliferação de bactérias e fungos que realizam a decomposição e mineralização da matéria orgânica. Este processo libera nutrientes na forma disponível para a utilização pelas plantas;


Além desses muitos benefícios, apresentam vantagens econômicas e ambientais sobre os fertilizantes sintéticos:


  • Áreas com manejo visando o aumento da matéria orgânica no solo possuem maior produtividade agrícola;

  • A adubação orgânica reduz necessidade de obtenção de adubos minerais;

  • Se o fertilizante estiver disponível localmente há redução de custos;

  • Se obtidos através da compostagem ou vermicompostagem, há redução no descarte de lixo e na emissão de gases do efeito estufa como o metano.


Apesar de não possuírem uma quantidade exata de nutrientes, os fertilizantes orgânicos são de fácil utilização, pois muitos dos resíduos que seriam descartados podem ser reaproveitados como cascas de ovos, restos de frutas e legumes e borra de café.


Você pode passar a utilizá-los em sua lavoura e até mesmo na sua horta caseira através da compostagem, isto ajudará a sua produção e também o meio-ambiente por serem uma opção mais sustentável que os fertilizantes sintéticos.

Gostou do artigo? Acompanhe a gente para mais artigos interessantes e informativos como este!


27 visualizações0 comentário
VOLTE SEMPRE!

A Flora Jr. é uma empresa júnior, sem fins lucrativos, visando sempre fomentar o empreendedorismo entre os alunos de Engenharia Florestal da UFRRJ, além do bem-estar dos nossos clientes através de projetos realizados com maestria e a um baixo custo. Você faz parte dessa história!

NOSSOS PRINCIPAIS SERVIÇOS:

- Inventário Florestal

- Consultoria Ambiental

- Restauração Florestal

- Análise de Água

- Educação Ambiental

- Horticultura

- CAR

ENCONTRE-NOS:

UFRRJ - Rodovia BR 465,

Km 07, s/n - Zona Rural,

Seropédica - RJ, 23890-000

 

(21) 97016-4624

 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn ícone social

© 2019 Flora Jr. | Alguns direitos reservados.