• Pedro Rocha Nascimento

Neutralização do Carbono

O processo de neutralizar o carbono é uma alternativa que busca evitar as consequências do desequilíbrio gerado pelo efeito estufa (causado pelo excesso de emissões de poluentes na atmosfera), a partir de um cálculo geral acerca das emissões de carbono.

 



 

O que é?


Como mencionado anteriormente, a neutralização de carbono é um método que foi desenvolvido que busca combater de maneira mais eficiente as consequências geradas pelos gases gerados pelo efeito estufa na atmosfera, com base em cálculos realizados sobre esses poluentes.


Os principais gases que ocasionam esse efeito estufa são:

  • Dióxido de Carbono;

  • Metano;

  • Óxido Nitroso;

  • Hexafluoreto de Enxofre;

  • Hidrofluorcarbono;

  • Perfluorcarbono.


Qual é a importância?


Através do cálculo realizado é possível levantar a quantidade de dióxido de carbono emitida por pessoas físicas, por empresas, produtos e governos de determinados países.


Para as pessoas, existem calculadoras que estimam o CO2 emitido por meio de informações sobre o consumo diário. Já para as empresas e demais instituições, os cálculos são mais complexos, sendo realizado um processo de inventário de emissão de carbono. Com essas informações, é possível ter uma melhor identificação sobre as áreas que mais emitem carbono.


Isso proporciona que os estudos e métodos de combate a emissão de carbono seja mais direcionado a determinadas práticas e lugares.



Imagem 1: As grandes indústrias são responsáveis por uma grande quantidade de emissão de carbono e outros gases na atmosfera


Como reduzir essa quantidade?


Posteriormente a toda avaliação, é definido o alvo da neutralização de carbono. Com isso, devem ser implantadas medidas para minimizar ao máximo a geração de CO2. A começar pelas seguintes práticas:

  • As indústrias podem começar a utilizar materiais 100% reciclados;

  • Diminuição de gastos de energia;

  • Reutilização da água após o tratamento;

  • Investimento em automóveis elétricos;

  • Investimento em estudos e pesquisas acerca dessa temática;

  • Maior plantio de árvores e projetos sociais.


A COP26


Nessa semana em Glasgow, na Escócia, está sendo realizada a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021 denominada de COP26, na qual os representantes das nações se reuniram para debater formas e maneiras de combater as mudanças climáticas e o efeito estufa, que vêm se tornando cada vez mais acentuado.


Uma das principais pautas desse encontro, foi sobre a redução de emissões de gases poluentes na atmosfera, e maneiras que os países devem agir para reduzir essa problemática.

Imagem 2: Representantes de diversos países se reunindo para debater sobre as mudanças climáticas, desmatamento e efeito estufa


O ponto a ser analisado e cobrado sobre esse encontro de representantes é em que momento serão implementados esses métodos para diminuir esses efeitos maléficos para o nosso planeta.


É necessário que as instituições governamentais possam investir mais em métodos de desenvolvimento mais sustentáveis e sem danificar o meio ambiente, o investimento em ONGs e outros projetos sociais é muito importante para semear essa ideia de sustentabilidade e proteção a nosso planeta, somente com isso, a sociedade poderá frear esse avanço das mudanças climáticas, desmatamentos e afins, garantindo um futuro melhor para essa e para futuras gerações.



Gostou do artigo? Acompanhe a gente se inscrevendo no nosso blog através do botão"Login/Registre-se".



Fontes:


www.ecycle.com.br. Acesso em 02 de Novembro.

g1.globo.com. Acesso em 02 de Novembro, 2021.

www.bbc.com. Acesso em 02 de Novembro, 2021.









15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ecoturismo