• Maria Vitória Careli

Recuperação de Áreas Degradadas


 
 

1) Área degradada

Uma área degradada sofreu distúrbios intensos que estinguiu a vegetação e sua capacidade de se regenerar.

A degradação pode ocorrer por meio de atividades como mineração, uso intensivo o solo pela agropecuária, desmatamento e queimadas recorrentes.


Uma área degradada sofre, pois possui uma diversidade reduzida de espécies, perda de solo e vegetação.


A recuperação de uma área degradada tem como objetivo fornecer suporte para que haja reestruturação da vida e que ela possa se recuperar por si só.


2) Como iniciar um processo de recuperação de áreas degradadas?


-Estudo das espécies florestais do local a ser reflorestado;

-Conhecer as condições ambientais desse local;

-Fazer o levantamento das possíveis causas da degradação;

-Escolher o modelo de recuperação de acordo com os objetivos e características do local;

-Buscar as características da vegetação original e escolher as espécies que serão implantadas.



3) Como escolher as espécies?

As espécies devem possuir uma resistência ao ambiente e devem se adaptar ao clima da região. Devem possuir ainda, facilidade na propagação, crescimento rápido, fornecer cobertura ao solo e matéria orgânica ao solo. Devem ser plantadas diretamente no campo por mudas ou sementes.


4) Sucessão Ecológica

A sucessão ecológica ocorre em um processo lento e gradual de organismos em um determinado local. Quando o local é desabitado essa sucessão ocorre de forma primária, secundária e terciária (clímax).


Sucessão primária: ocorre em ambientes que nunca foram habitados por uma comunidade, em rochas inabitadas e lavas vulcânicas solidificadas.


Neste tipo de sucessão, se observa um ambiente de difícil estabelecimento de organismos. Espécies colonizadoras e pioneiras possuem a capacidade de se estabelecer locais com condições muito severas e toleram muita luz.


Por exemplo, líquens, organismos formados pela associação de algas ou cianobactérias com fungos, capins entre outras.



Sucessão secundária: ocorre em ambientes onde já existiu uma comunidade antes. Aqui, o desenvolvimento de uma comunidade tem algumas condições favoráveis como a presença de matéria orgânica. A sucessão ocorrerá até que a comunidade se torne estável e muito complexa. Quando isso ocorre temos a comunidade clímax.


Clímax: quando há a observação de uma série de tendências como uma cadeia alimentar complexa, aumento do desenvolvimento de um ecossistema, além de seres vivos com ciclo de vida longo e complexo observamos o clímax de uma comunidade. Este ambiente possui um elevado número de espécies e nichos ecológicos e este pode ser considerado equilibrado.






5) Modelos de plantio para recuperação

No modelo 1, as espécies são alternadas entre pioneiras, secundárias e de clímax. Neste modelo, enquanto as pioneiras não crescem, as secundárias e de clímax recebem muita luz e ficam sob estresse. Por isso, é recomendado que o plantio das pioneiras seja realizado primeiro.

Figura de MACEDO, 1993, p.13

No modelo 2, as espécies são alternadas nas linhas de plantio. Ou seja, uma pioneira e uma secundária ou clímax. Esta distribuição confere um sombreamento mais regular e melhora o desenvolvimento das secundárias e de clímax.


Figura de MACEDO, 1993, p.14

No modelo 3, as pioneiras são separadas em grupos, um grupo com pioneiras de copa mais densa e outro com as de copa mais rala. São diferenciadas as espécies secundárias e de clímax que exigem mais luz, das que exigem menos luz. O plantio é planejado para que seja criado um microclima propício para todos os tipos de plantas. Se for bem implementado, pode ser melhor do que os outros modelos, mas requer um conhecimento mais elaborado das espécies.

Figura de MACEDO, 1993, p.15

A recuperação de áreas degradadas tem grande importância, pois impacta aspectos sociais e econômicos que afetam a sociedade. Assim, é cada vez mais urgente que sejam elaboradas e desenvolvidas técnicas de restauração dessas áreas.

 

Conheça nosso portfólio e veja o que Flora pode por você!


Acesse: https://www.florajunior.com/portfolio

 

Gostou do conteúdo? Compartilha com os amigos e não esqueça de nos acompanhar nas redes sociais. Estamos sempre nos atualizando e trazendo temas incríveis para você! Acompanhe a gente se inscrevendo no nosso blog através do botão "Login/Registre-se".


Fontes e referências:

Apostila Recuperação de Áreas Degradadas: http://r1.ufrrj.br/cfar/d/download/Apostila%20de%20areas%20degradadas.pdf. Acesso em 05 de julho de 2021.

https://www.biologianet.com/ecologia/sucessao-ecologica.htm. Acesso em 05 de julho de 2021.

https://www.infoescola.com/ecologia/comunidade-climax/. Acesso em 05 de julho de 2021.


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo